logo.png

PROCESSO DECISÓRIO

CURSO DE BIBLIOTECONOMIA E

GESTÃO DE UNIDADES DE INFORMAÇÃO

analytical-thinking-and-problem-solving.

1ª AVALIAÇÃO

Dia 30 de setembro de 2019 - 2ª feira - 14:50

Conteúdo: Unidade 1 e Unidade 2 até Semiótica

A tomada de decisões é só a parte final de um processo gigantesco que envolve várias camadas, fatores e influências. Dentre as camadas, estas podem ser:

realidade3.gif
red_arrow2.gif
red_arrow1.gif

As decisões tomadas sob influência destes fatores ou camadas se dá muitas vezes em nível inconsciente e levam geralmente milissegundos. Quando decisões são tomadas com base nestes fatores, tais decisões são conhecidas como decisões irracionais. Tais fatores e processos são inerentes à natureza biológica, psicológica e social do ser-humano. Uma das características intrínsecas do ser-humano, seja pelo aspecto biológico ou psicológico, é o reconhecimento e o estabelecimento de:

Padrões e

estruturas

Tanto o aparelho biológico quanto o psicológico buscam entender a realidade mediante o reconhecimento de padrões e estruturas. Isso se dá pelo fato de a realidade necessitar ser estruturada e ordenada para ser compreendida, pois não há compreensão em ambiente ou contexto caótico

Categorização e classificação

Além de reconhecer padrões e estruturas, o aparelho biológico e psico-cognitivo humano naturalmente, espontaneamente e subconscientemente realizam classificações e categorizações de coisas e objetos do mundo, de modo a ordená-los e compreendê-los, em processo complementar ao anterior

Apesar de bem desenvolvidos, os aparelhos biológico e cognitivo percebem o mundo de maneira econômica para poupar tempo e energia gasta ao processo de compreensão do mundo e decisão. Desta forma, a percepção apresenta distorções que quase sempre induzem à tomada de decisões irracionais. Valores, crenças e vontades de grupo influenciam as decisões, bem como as percepções físicas e biológicas distorcidas da realidade.

De modo a sistematizar o processo de compreensão e entendimento da realidade, várias iniciativas foram efetivadas ao longo da história. Métricas de quantificações e qualificações foram instituídas para “medir” os fenômenos: tempo, distância, temperatura e muitos outros aspectos. Além disso, teorias para pensar a realidade e extrair conhecimento foram sistematizadas:

Séc IV A.C.

Séc XVI

Séc XVI-XVIII

Séc XVIII

Séc XIX

aristotle.jpg
Aristóteles e a categorização
descartes.jpg
Descartes e o Racionalismo
empiristas.gif
Empirismo e conhecimento
kant.gif
Kant e a Metafísica
+
peirce.jpg
Peirce e a Semiótica

Na virada do século XX, e ao longo deste, percebeu-se que os fundamentos racionalistas e empiristas - base da ciência - não contemplavam aspetos mais complexos da realidade. Neste contexto, surgem algumas teorias como:

Teoria de

Sistemas

Teoria da Complexidade

MAS ESTAS TEORIAS NÃO CAIRÃO NESTA PRIMEIRA AVALIAÇÃO

Aguarde a atualização